Favelados pedem ajuda a Alckmin

Cerca de 4 mil pessoas participam nesta tarde no ginásio do Ibirapuera em São Paulo do "Grito das Favelas". Elas reivindicam do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, presente no evento, medidas para impedir que sejam transferidas de suas residências. As famílias residem em áreas de proteção dos mananciais da região metropolitana de São Paulo e correm o risco de serem despejadas depois da aprovação do Estatuto das Cidades. Hoje, das 18 milhões de pessoas que moram na região metropolitana de São Paulo, cerca de 6,4 milhões estão dentro das áreas de proteção.O "Grito das Favelas" foi organizado pela Social Democracia Sindical (SDS) em parceria com a Federação das Favelas do Estado de São Paulo (FAGESP) que entregaram ao governador um documento com a reivindicação dos favelados para garantir a posse da terra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.