Faxineira acha US$ 6,7 mil em banheiro e devolve à polícia

A faxineira Clélia Machado encontrou US$ 6,7 mil (cerca de R$ 14 mil) no banheiro do posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Seberi, no noroeste do Rio Grande do Sul, e entregou o dinheiro imediatamente aos patrulheiros que estavam de serviço na manhã de sexta-feira, 9. A atitude virou notícia nacional nesta segunda-feira, 12, quando a mulher teve de repetir a diversos jornalistas que nem pensou em ficar com os dólares. "Isso seria errado", afirmou.Mãe de duas filhas, a quem sustenta com o salário de R$ 400 por mês, Clélia até precisaria do dinheiro que encontrou para substituir a geladeira pifada e reformar a casa onde mora, na periferia da cidade de 11 mil habitantes, a 400 quilômetros de Porto Alegre. Mas sua atitude não surpreendeu os policiais que trabalham no local, à margem da BR-386. "Pelo que conhecemos dela, não poderíamos esperar outra coisa", comenta o patrulheiro José Cardoso.A história que deu notoriedade à faxineira começou na noite de quinta-feira, 8, quando uma operação conjunta da PRF com fiscais da Secretaria Estadual da Fazenda prendeu dois homens com grande quantidade de equipamentos de informática transportados ilegalmente do Paraguai para o Rio Grande do Sul. Um deles pediu para ir ao banheiro e deixou lá, dentro de uma meia, os US$ 6,7 mil.A polícia acredita que a intenção da dupla era avisar algum parceiro para que fosse ao banheiro resgatar o dinheiro. Só que a faxineira chegou antes. Os dólares foram entregues pelos policiais rodoviários à Polícia Federal. Os dois contrabandistas estão presos em Santo Ângelo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.