Faxineiro evita assalto em prédio de Higienópolis

Uma tentativa de roubo ao Edifício Limoges, em Higienópolis, centro da capital, ontem à tarde, mobilizou 12 policiais militares do 7º Batalhão ao prédio. A esquina das Ruas Maranhão e Itambé, na frente do Colégio Mackenzie, foi isolada. Os PMs vistoriaram apartamentos do prédio, que tem 71 unidades, mas só encontraram uma pistola 380, a camisa e o boné do assaltante. Eram 14h quando uma moradora foi rendida. O objetivo do criminoso era entrar no edifício. Ele conseguiu. Porém, um faxineiro que recolhia o lixo no térreo percebeu a ação e avisou o porteiro, que telefonou para o 190 da PM.A informação repassada ao Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) falava em arrastão no Edifício Limoges, na Rua Itambé. Seis viaturas do 7º Batalhão chegaram rapidamente ao local. Os PMs estavam armados de pistolas e metralhadoras. A área foi isolada. Uma viatura da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) bloqueou o trânsito da Rua Itambé. Comandados pelo tenente Theo Santos, 12 PMs começaram a vistoriar o prédio. A moradora rendida não soube dizer à PM se o ladrão havia subido as escadas ou se tinha entrado no elevador. O edifício tem dois blocos, cada um com 17 andares, com dois apartamentos cada. Segundo o morador A.M., de 28 anos, o edifício tem 71 apartamentos. São 68 nos dois blocos e outros três no térreo de um deles. A.M. voltou do serviço às 16h, mas não pôde entrar no prédio por causa da varredura. O tenente Santos não soube dizer quantos imóveis foram vistoriados. "Só entramos naqueles em que havia gente. Nos que estavam trancados não fizemos revista." Santos disse que a pistola 380 do ladrão estava na cesta de lixo, na garagem. A camisa foi encontrada no 4º andar e o boné, no 7º. Às 16h50, a PM encerrou as buscas ao criminoso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.