Faxineiro morre após limpeza em túnel do Metrô do DF

Um faxineiro morreu e outros quatro passaram mal depois de uma limpeza no túnel da Estação Plano Piloto do Metrô, no Distrito Federal. O caso aconteceu no fim da noite de domingo, quando os funcionários começaram a se queixar de falta de ar. Eles foram levados para o hospital, mas Arselino dos Santos, de 47 anos, já chegou morto. Segundo a Glob News, os demais fizeram exame de sangue, ficaram em observação e receberam alta. De acordo com o Instituto Médico Legal (IML), o laudo da necrópsia feita no corpo de Arselino deverá ser divulgado num prazo máximo de 10 dias. O gerente da empresa de limpeza, Geraldo Araújo, descartou qualquer possibilidade de intoxicação provocada por produtos químicos porque eles não foram usados na limpeza. Segundo eles, os empregados apenas retiraram poeira do corrimão e para isso utilizaram água e pano. O Corpo de Bombeiros isolou a área onde estavam os faxineiros, mas o Metrô não parou de funcionar.

Agencia Estado,

31 de agosto de 2004 | 09h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.