Fechado buraco em cela de cadeia de Sertãozinho

A polícia de Sertãozinho, na região de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, fechou um buraco de 2 metros de profundidade e cerca de 50 centímetros de largura, feito por presos, numa das cinco celas da Cadeia Pública. O buraco foi descoberto no final da tarde de ontem.A segurança externa do presídio foi reforçada e os presos foram avisados que a polícia já sabia da existência do buraco, que não poderia ser fechado naquele momento. A polícia ficou atenta quanto a uma possível tentativa de fuga.Às 7 horas desta sexta-feira, com a ajuda da Polícia Militar e do Canil da PM, os presos foram levados ao pátio. As celas foram revistadas e o buraco, fechado com concreto. O trabalho foi concluído por volta das 14 horas. Na cela onde foi descoberto o buraco estavam mais de 20 detentos. A cadeia tem capacidade para 26, mas está com 84.O delegado seccional de Sertãozinho, Marcos Cesar Borges, vai abrir sindicância para apurar uma possível negligência dos carcereiros, pois existia uma grande quantidade de terra no banheiro da cela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.