Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Fechamento da Perimetral deixa trânsito caótico no Rio

Vazamento de água e protestos agravam a situação na região portuária da cidade

Thaise Constancio, O Estado de S. Paulo

04 de novembro de 2013 | 13h05

Atualizado às 13h25

RIO - Primeiro dia útil após o fechamento da Avenida Perimetral, no centro do Rio, a manhã desta segunda-feira, 4, foi marcada pelo caos na região portuária. Além do congestionamento que já era esperado pelo fechamento da via, que é uma das principais opções para quem vai para o centro ou para a zona sul, os motoristas também tiveram que lidar com um vazamento de água, um protesto de trabalhadores civis da empresa Porto 2016 e carros enguiçados.

Outras importantes vias de acesso ao centro, como Linha Vermelha, Avenida Brasil e Ponte Rio-Niterói, também apresentaram retenções ao longo da manhã. O trânsito da Avenida Rodrigues Alves, uma das principais ruas da região do Porto, foi desviado para as vias Binário 1 e 2, que tinham trânsito normal. Por volta do meio-dia, um caminhão enguiçado causou retenções na Binário 1 e o trânsito fluiu apenas em uma via. Muitos motoristas e passageiros afirmaram que levaram o dobro do tempo para chegar ao trabalho.

"Já esperávamos maiores dificuldades no primeiro dia útil de acesso ao centro. Os problemas (vazamento, passeata e carros enguiçados) dificultaram ainda mais a chegada ao centro. Ao longo do dia, faremos reuniões para fazer um balanço sobre as operações e podemos pensar em alternativas para melhorar a fluidez do trânsito", afirmou o secretário municipal de Transportes, Carlos Roberto Osório. Pela manhã, ele esteve na região portuária orientando motoristas e pedestres sobre as alterações no trânsito.

No domingo, 3, quando a Avenida Perimetral começou a ser demolida, o prefeito Eduardo Paes pediu paciência para a população. "Sabemos que essa segunda-feira será um dia confuso. Vamos viver um período de um ano e meio a dois anos que será muito difícil."

Tudo o que sabemos sobre:
PerimetralRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.