Fecomercio-SP quer criar Selo Diversidade

40% dos consumidores GLBT são discriminados nos setores de comércio e serviços. Segundo pesquisa da Fecomercio-SP, divulgada ontem, 60% daqueles que se sentem mal atendidos não voltam ao local de compra. Desses, 30% recorrem a órgãos de defesa do consumidor. O órgão quer criar, com a ONG Associação da Parada do Orgulho GLBT (SP), o Selo Diversidade, uma certificação para locais aprovados para atender esse público.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.