Feriado do racionamento lota praias em Salvador

O prolongamento do final de semana na Bahia, provocado pelo feriado imposto pelo programa de racionamento, fez com que praias e parques de Salvador ficassem lotados hoje, apesar do tempo nublado. Com as principais redes de supermercados e shoppings fechados, quem precisou comprar gêneros de primeira necessidade recorreu ao comércio dos bairros, onde a maioria das lojas abriu.Os feirantes e ambulantes também trabalharam, tanto nas praias como nos bairros. Antonio da Silva Conceição manteve aberta a pequena barraca de frutas (que não precisa de energia elétrica para funcionar) no Vale das Pedrinhas, bairro de Nordeste de Amaralina, próximo à orla. "Os fregueses de sempre apareceram e até os que eu não via há muito tempo também", disse, contando ter vendido todo o estoque de mamão e melancia antes das 13 horas.Ao lado, lojas de material de construção, lanchonetes, mercadinhos, padarias, floriculturas e dezenas de estabelecimentos do Vale das Pedrinhas ficaram abertos, grande parte sem acender luzes, mas mantendo ligados os aparelhos elétricos necessários ao trabalho.Na orla, o movimento maior foi no clube dos comerciários já que os trabalhadores comemoraram antecipadamente seu dia por causa do feriado programado. Mais de dez mil comerciários foram ao clube.

Agencia Estado,

22 de outubro de 2001 | 17h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.