Feriado não deve congestionar tanto estradas paulistas

As previsões feitas pelas concessionárias de rodovias e pela Polícia Rodoviária Estadual indicam que a saída para o feriado de 9 de Julho não deve provocar grandes congestionamentos nas estradas paulistas. Mesmo assim, a polícia recomenda que os motoristas evitem viajar nesta sexta-feira entre 15 horas e 23 horas.De acordo com informações da Polícia Rodoviária Estadual, a Rodovia SP-123, que dá acesso a Campos do Jordão, é uma das que devem ter maior movimento. Num inverno atípico, porém, acredita-se que até o Sistema Anchieta-Imigrantes possa ficar movimentado, apesar de não haver previsão de congestionamentos.Nesta sexta, a Ecovias, concessionária que administra as rodovias, colocará em funcionamento a Operação 4x3, das 8 horas às 2 horas. No Sistema Anhangüera-Bandeirantes, as obras serão suspensas a partir das 14 horas desta sexta-feira.Há um estreitamento de pista na Rodovia Anhangüera, na altura do km 130, em Americana. Uma ponte está sendo construída sobre o Rio Piracicaba. Para diminuir o problema, um desvio será feito, e os motoristas poderão usar uma faixa que está liberada e uma outra, da pista no sentido interior-capital. De acordo com informações da assessoria de imprensa da concessionária, a sinalização começa já no km 128.Desde o início da semana, os pedágios ficaram mais caros nas rodovias estaduais que foram privatizadas. O reajuste foi de 8,88% (baseado no Índice Geral de Preços de Mercado da Fundação Getúlio Vargas, o IGP-M) e incidiu sobre as tarifas de 45 das 78 praças de pedágio dessas estradas. O aumento vale apenas para rodovias de pista dupla ou sistemas rodoviários.Nas estradas de pista única, como a Raposo Tavares, no trecho São Paulo-São Roque, a tarifa permaneceu inalterada. O aumento é anual e está previsto nos contratos de concessão firmados entre o Estado e 12 empresas. No Sistema Anchieta-Imigrantes, a tarifa para veículos de passeio subiu de R$ 6,00 para R$ 6,60, no trecho entre São Paulo e Santos. Reajuste idêntico vale para a Padre Manuel da Nóbrega. Na Castelo Branco, a tarifa foi de R$ 5,60, para R$ 6 00, no sentido São Paulo-Sorocaba.Até esta quinta, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) não tinha detalhes do esquema que será montado para a saída dos veículos da cidade. Também não estava confirmada a suspensão do rodízio na segunda-feira. Na terça, não haverá rodízio.De acordo com informações da Socicam, empresa que administra os três terminais rodoviários da cidade, são esperadas 245 mil pessoas na saída para o feriado da Revolução Constitucionalista de 1932. Até esta quinta, os destinos mais procurados eram o litoral norte, Santa Catarina e Campos do Jordão.Sistema Anchieta-Imigrantes (www.ecovias.com.br); Sistema Anhangüera-Bandeirantes (www.autoban.com.br/0800-555550); Sistema Castelo-Raposo (www.viaoeste.com.br/0800-7015555); Polícia Rodoviária Estadual (11-3327-2727); Polícia Rodoviária Federal (11-6954-2049); Socicam (www.socicam.com.br).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.