Feriado tem mais mortos neste ano

Rodovias paulistas registraram 60 vítimas ante 50 em 2008

Renato Machado e Eduardo Kattah, O Estadao de S.Paulo

16 de junho de 2009 | 00h00

O feriado prolongado de Corpus Christi deste ano foi mais violento nas estradas estaduais paulistas, quando comparado a 2008. Dados do Comando de Policiamento Rodoviário e da Secretaria de Estado dos Transportes mostram que houve 60 mortes entre quarta-feira e domingo, um aumento de 20% em relação ao mesmo período do ano passado - entre 21 e 25 de maio. Na ocasião, foram registradas 50 mortes. Também aumentou o número de motoristas autuados por dirigir embriagados. Foram 70 nos cinco dias de operação ante 42 no ano passado. O número de acidentes ficou praticamente estável, passando de 1.164 para 1.168. A Secretaria dos Transportes, no entanto, faz um cálculo diferenciado em seu balanço sobre vítimas fatais e acidentes em operações especiais. Além dos números absolutos, são levados em conta a extensão das rodovias e o volume de veículos que passam por elas. Dessa forma, houve redução de 20% no número de acidentes este ano. O Índice de Acidentes (IA) foi de 0,8 neste feriado e de 1,0 no ano passado. O índice de mortos também apresentou redução, passando de 4,4 para 4,2. As rodovias federais paulistas apresentaram uma redução de 50% no número de mortes. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), foram registradas três vítimas fatais: duas na Rodovia Fernão Dias e uma na Presidente Dutra. O primeiro acidente fatal foi a queda de um motociclista na Dutra, em Guarulhos. Ontem, um ciclista morreu ao ser atingido por uma carreta na Fernão Dias, perto de Mairiporã. A última morte foi também na mesma rodovia, quando uma pessoa caiu de um carro em movimento perto de Atibaia. No período equivalente de 2008, houve seis mortes nas federais.O número de acidentes foi exatamente o mesmo em relação ao período anterior: 120. Por outro lado, a quantidade de feridos subiu 20%, passando de 45 para 54. Segundo especialistas, um dos efeitos da lei seca é reduzir a gravidade dos acidentes e, por isso, em muitos casos, as mortes são reduzidas, embora a quantidade de acidentes permaneça inalterada ou apresente alta.MINASAs rodovias federais de Minas Gerais registraram uma grande alta nos acidentes durante o feriado. Segundo a PRF, foram 353 neste ano, ante 130 do período equivalente em 2008. A quantidade de vítimas fatais, no entanto, caiu de 22 para 16. Um dos acidentes mais graves aconteceu na madrugada de domingo na BR-381, nas proximidades da cidade de São Gonçalo do Rio Abaixo, região central de Minas Gerais. Um menino de 6 anos morreu e pelo menos outras 30 pessoas ficaram feridas. Segundo a PRF, por volta de 3h30, um ônibus desgovernado caiu em uma ribanceira de cerca de 25m. A PRF suspeita de falha mecânica no veículo, que havia saído de Guarapari, no Espírito Santo.NÚMEROS20% de aumento no número de mortos nas rodovias paulistas neste ano1.168 acidentes ocorreram nas estradas estaduais paulistas50% a menos de mortos nas estradas federais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.