Feriados de Carnaval deixam saldo de 25 mortes no RS

O feriadão de Carnaval deixou um saldo de 25 mortes, de forma violenta, no Rio Grande do Sul. Foram 21 assassinatos, três bandidos mortos em confrontos e um homem morto por bala perdida. O caso mais grave ocorreu em Santo Augusto, no Noroeste do Estado, no sábado de Carnaval, quando o casal Maria Vanir e Alziro Batista Felipin, e a filha Graciane, de 19 anos, foram mortos a tiros. As mulheres também foram espancadas. A polícia ainda não tem pista do autor do crime.Na capital, segundo a Agência Brasil, populares encontraram na rua o corpo de um homem baleado e mais quatro foram assassinados em pontos diferentes da cidade. Em Bento Gonçalves, na região serrana, um jovem de 16 anos morreu por causa do tiro que recebeu nacabeça. Em Guaíba, Marisa dos Santos Carvalho, de 35 anos, foi assassinada com um tiro na nuca, em frente à casa dela. Em Rio Grande, no Sul do Estado, a vítima foi o taxista Edilson Goulart Dias, de 49 anos, morto com dois tiros na cabeça numdesentendimento entre colegas. Em Santiago, no Oeste gaúcho, um rapaz de 16 anos, foi morto a facadas, numa briga de rua.Outras mortes a tiros ocorreram nas cidades de Santo Ângelo, Caxias do Sul, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Alvorada,Carazinho, Montenegro e Pelotas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.