Festa da CUT será no cruzamento da Ipiranga com a São João

Está definido: a festa do 1º de maio, organizada pela Central Única dos Trabalhadores de São Paulo (CUT-SP) não será mais no Parque da Independência, e sim no cruzamento das avenidas São João com a Ipiranga. A festa, que aconteceria no Parque da Independência, no Ipiranga, na zona sul da capital paulista, teve de ser transferida para o novo local em razão da ação civil pública movida pela promotora de Justiça da capital Mabel Schiavo Tucunduva Prieto de Souza. A promotora alegou que não havia condição física para o parque abrigar a celebração e foi concedida a liminar proibindo a realização do evento no local. Em coletiva que aconteceu nesta quarta-feira, 25, na Prefeitura, o prefeito Gilberto Kassab (DEM) e o presidente da CUT-SP, Edílson de Paula, confirmaram a realização do evento no famoso cruzamento. Impasse O impasse da festa da CUT teve início no dia 13 de abril, quando o Ministério Público Estadual convocou uma reunião com representantes da CUT e da Prefeitura questionando as condições de segurança do evento, que comemora o Dia do Trabalho. Edílson de Paula queria que a festa voltasse para a Avenida Paulista, como ocorreu nos últimos três anos. Entretanto, isto não era possível pois batia de frente com um recente acordo da Prefeitura com o Ministério Público, que limitou três eventos de grande porte na Avenida Paulistas: Réveillon, Corrida de São Silvestre e Parada Gay.

Agencia Estado,

25 Abril 2007 | 17h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.