Festa de 48 anos de Brasília deixa 70 toneladas de lixo na Esplanada

Uma lixeira a céu aberto e em plena Esplanada dos Ministérios. Foi assim que amanheceu Brasília, ontem, horas depois do encerramento dos shows que comemoraram os 48 anos da capital federal, no feriado de Tiradentes. Pelos cálculos da Polícia Militar, cerca de 1,2 milhão de pessoas passaram pela Esplanada. Só a concentração para os shows reuniu em torno de 600 mil pessoas.Os presentes deixados pelos festeiros para os garis do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) foram as cerca de 70 toneladas de lixo que, na manhã de ontem, faziam da Esplanada um "lixão de luxo". Antes de começar a coleta, por volta das 5 horas, um batalhão especial de garis fez um pente-fino especial e recolheu relógios, dinheiro, brincos, carteiras e muitos documentos. Depois chegou a "turma do pesado", que juntou montanhas de garrafas de plástico, copos e papéis.Além do lixo, a administração da cidade também teve de fazer reparos nos aspersores que molham os gramados, mas que madrugaram quebrados e jorrando água para todos os lados - o que fez a felicidade dos meninos de rua. Os espelhos d?água do Congresso Nacional viraram piscinas públicas e também terão de ser limpos.Ao todo, a Esplanada dos Ministérios reuniu quatro palcos com shows e espetáculos variados que foram da música ao esporte, da Esquadrilha da Fumaça a exibições circenses. Por causa disso, muita gente montou acampamento no local e passou o dia e parte da noite de terça-feira dormindo, cozinhando, comendo e usando os poucos banheiros à disposição na Esplanada. Resultado final: além do lixo, os primeiros garis se depararam ontem com um forte cheiro de urina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.