FHC diz que PSDB precisa ser ágil e iniciar campanha

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso defendeu ontem que o PSDB tenha "autonomia" e comece a fazer campanha para o governador José Serra antes que ele seja lançado pré-candidato à Presidência da República, o que está previsto para 10 de abril. Ao mesmo tempo, voltou a criticar a participação do presidente na pré-campanha da ministra Dilma Rousseff. Fernando Henrique brincou com o fato de o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ter estipulado multa de R$ 5 mil ao presidente por propaganda antecipada. "Puxa, vamos ajudá-lo a pagar, vamos fazer uma vaquinha para ele pagar", disse, evitando criticar a Justiça Eleitoral. "A questão não é o dinheiro, é mais moral. O tribunal diz que não pode fazer", respondeu. "É contra a lei, o fato de o presidente fazer não torna legítimo." Questionado sobre a demora no lançamento da candidatura de Serra, Fernando Henrique cobrou agilidade do PSDB. "Não sei por que o partido tem que esperar alguém dizer que é candidato para fazer campanha. Deve fazer logo, o quanto antes. Agora é o momento. Tem que atuar, temos que dizer a que estamos vindo", declarou o ex-presidente em entrevista na Academia Brasileira de Letras (ABL). /

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.