FHC lamenta morte de Vilmar Faria

O presidente Fernando Henrique Cardoso chegou, nesta quarta-feira à tarde, ao cemitério do Morumby, na capital paulista, para o sepultamento do chefe da Assessoria Especial da Presidência da República, Vilmar Faria, de 57 anos. O presidente, que chegou acompanhado do ministro da Reforma Agrária, Raul Jungmann, lamentou a morte do amigo. ?Ele foi meu aluno no Chile. Era um homem discreto e competente, um intelectual comprometido com as mudanças do Brasil?. Fernando Henrique e Faria eram amigos há 35 anos. O presidente disse que ele, Ruth Cardoso e o ex-ministro Andrea Matarazzo jantaram nesta terça-feira com Faria. ?Falamos sobre planos para o futuro?, afirmou. FHC informou que Faria lhe entregaria, nesta quarta, um estudo sobre a pobreza no País. Segundo Fernando Henrique, o Brasil perdeu um ?eventual futuro ministro da Educação?. Faria faleceu na madrugada desta quarta em conseqüência de hemorragia digestiva, decorrente de um aneurisma. O sepultamento estava previsto para as 17h30. Também estão presentes ao velório a primeira-dama, Ruth Cardoso, o ministro da Educação, Paulo Renato, o ex-ministro Bresser Pereira, o ex-chefe da Casa Civil Clóvis Carvalho e o ex-ministro Andréa Matarazzo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.