Fiéis visitam túmulo vazio no interior de SP

O cemitério do centro de São José dos Campos recebeu a visita de cerca de 10 mil pessoas. Um dos jazigos mais visitados foi o antigo túmulo do Padre Rodolfo Komorek, hoje vazio. "As pessoas sabem que o padre não está mais aí, mas continuam vindo e recebem graças", contou o administrador José Eduardo Prado. O padre é apontado como milagreiro pelos moradores de São José dos Campos. O sacerdote morreu em 1949, e ficou enterrado no cemitério do centro da cidade até 1995, quando teve seus restos mortais transferidos para a Igreja da Sagrada Família, mais conhecida como Igreja do padre Rodolfo. "As pessoas vão lá também, mas aqui, todos os dias vem gente em busca dos milagres feitos por ele", afirma Prado. A Diocese de São José dos Campos já enviou ao Vaticano a relação de histórias de milagres alcançados pelo padre e acredita na beatificação do sacerdote. Nos outros cemitérios da região, túmulos de pessoas famosas também atraíram muita gente. Em Guaratinguetá, o túmulo mais visitado é do ex-presidente Rodrigues Alves. Em Pindamonhangaba, os túmulos do cineasta Mazzaroppi e do atleta João do Pulo também receberam visitas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.