Fifa teme que denúncia crie problemas para Copa

Para funcionário, história veio no 'pior momento'; amanhã delegação do País chega a Zurique para acertar trâmites finais

JAMIL CHADE / GENEBRA , O Estado de S.Paulo

16 Outubro 2011 | 03h06

Alguns dos principais funcionários da Fifa temem que a nova polêmica que supostamente envolve o ministro do Esporte, Orlando Silva, complique de vez as negociações finais sobre o formato da Copa do Mundo no Brasil.

A revelação feita pela revista Veja eclodiu no pior momento possível para a Fifa, que ontem mesmo já foi informada do caso. Amanhã, uma delegação brasileira desembarca em Zurique para definir os trâmites finais sobre os locais de jogos, legislações e relação entre poder público, CBF e Fifa. "Verdade ou mentira, essa história não poderia ter vindo em pior momento", disse ao Estado um funcionário da cúpula da Fifa. "Se já estávamos preocupados com o andar do processo, agora o cenário pode ser ainda mais difícil."

O temor da Fifa, que também enfrenta polêmicas internas de corrupção, é de que decisões pendentes do governo sejam adiadas diante da fragilidade do principal interlocutor entre o Planalto e Zurique. A cúpula da Fifa insiste que "todos são inocentes até que se prove o contrário", mas teme por distúrbios no cronograma de trabalhos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.