Filho de deputado é seqüestrado em Mogi das Cruzes

Bandidos seqüestaram o estudante Paulo Marcelo Costa, de 21 anos, filho do deputado federal Waldemar Costa Neto, presidente do PL (Partido Liberal), por volta das 22h40 de sexta-feira, no município de Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo. Depois de rodarem durante algum tempo com o rapaz, sem conseguir retirar dinheiro de nenhum caixa eletrônico, abandonaram Paulo Marcelo em um matagal na cidade de Ribeirão Pires, na região do ABC paulista. O inquérito foi instaurado na delegacia daquele município.Apesar da hora avançada, Paulo Marcelo estava chegando a um salão de cabeleireiro, no centro de Mogi, quando os criminosos o abordaram e o obrigaram a passar para o banco traseiro de seu Fiat Stilo cinza. Coloram um touca de lã em sua cabeça, cobrindo os olhos e exigiram que lhes entregassem seu cartão bancário. O estudante porém, nervoso, não conseguiu lembrar-se da senha.Depois de rodarem por parte da Zona Leste da capital paulista, seguiram com o veículo para Santo André e de lá para Ribeirão Pires. Obrigaram o estudante então a lhes entregar seu par de tênis, e lhe ordenaram que descesse do veículo, em um local ermo na Rua Salvador Ripoli, no bairro Barro Branco. Temendo ser executado ali mesmo, o Paulo Marcelo começou a correr pelo matagal e não viu o rumo que os criminosos tomaram com o seu veículo, que até o momento não foi localizado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.