Divulgação
Divulgação

Filho de Leonardo segue em estado grave, mas sedação é reduzida

Nesta quarta-feira, 25, os médicos vão avaliar melhor as possíveis sequelas neurológicas

Rubens Santos, Especial para o Estado de S. Paulo

24 Abril 2012 | 19h16

GOIÂNIA - Há quatro dias em coma induzido, o cantor Pedro Dantas Leonardo Costa, de 24 anos, continua internado em estado grave na UTI do Instituto Ortopédico de Goiânia (IOG). Nesta terça-feira, 24, a febre se manteve baixa, ocorreu uma ligeira redução no volume de um edema cerebral e, pela primeira vez, o filho do sertanejo Leonardo passou por uma longa sessão de hemodiálise.

Mesmo assim, o ponto crítico está na redução do processo de sedação do paciente. Um processo já iniciado pelo médicos, por meio da redução de medicamentos, e a expectativa é de ver Pedro Dantas acordado, fora do estado de coma.

Por trás da decisão de redução da sedação, os médicos esperam avaliar melhor as possíveis sequelas neurológicas: "Não falamos em sequelas até então", disse a médica neurologista Edilene Guiotti Gregório. "Mas, esta possibilidade não está descartada", afirmou após a divulgação do boletim da tarde. Nesta quarta-feira, 25, os médicos vão avaliar a redução da sedação, as últimas tomografias e possíveis sequelas.

O acidente do cantor ocorreu por volta das 7h de sexta-feira, 20, próximo a divisa entre Minas Gerais e Goiás, na MGC-452. Após internado, superou uma parada cardíaca, de seis minutos, na madrugada de domingo.

Mais conteúdo sobre:
Leonardo Pedro Leonardo Goiás

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.