Filho de procurador é preso por desacato em Curitiba

O filho do procurador de Justiça de Curitiba Dartagnan Cadilhe Abilhoa, Marcelo, ficou preso por cerca de sete horas nesta quarta-feira, 6, na Polícia Federal (PF), em Curitiba. Ele teria desacatado policiais federais que foram até seu apartamento para cumprir mandado de busca e apreensão. Ele é irmão do policial civil Ricardo Abilhoa, que está foragido, acusado de extorquir dinheiro do traficante Lúcio Rueda-Bustos, que está preso na PF.Segundo a polícia, o filho do procurador teria reagido ao cumprimento da medida judicial. Ele e sua irmã também tiveram os bens bloqueados em razão da suspeita que recai sobre Ricardo desde 2005. O advogado da família, Cláudio Daledone, reconheceu que Marcelo ficou nervoso ao ver que um de seus carros seria apreendido. "Naquele contexto qualquer pessoa iria se revoltar", disse. No entanto, considerou "legítima e serena" a atitude da polícia.O rapaz, que, segundo o advogado, tinha voltado para casa depois de comemorar a aprovação no vestibular, foi liberado à tarde, após pagar fiança. Daledone disse que Ricardo pretende se apresentar à polícia, mas teme por sua vida. "Depois que for garantida sua vida e sua integridade física, ele se apresenta", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.