Filho que matou pai é condenado a 14 anos de prisão

Raul Lopes Neto, de 21 anos, que matou o próprio pai, José Luís Lopes, de 44, em junho de 2000, foi condenado a 14 anos de prisão em julgamento realizado ontem no Tribunal do Júri de Ribeirão Preto. Raul usou a arma do pai e matou-o a tiros alegando que não agüentava mais apanhar e ver a mãe ser espancada por ele. No dia da prisão, Raul chutou o caixão do pai. Ele cumprirá pena na Penitenciária de Ribeirão Preto. A defesa deverá recorrer da condenação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.