Filme quer denunciar violência policial

Violência Extrapolada é o título que deve batizar o documentário da jornalista Ali Rocha sobre os ataques do Primeiro Comando da Capital (PCC) e a reação policial, em maio de 2006. O trabalho, em fase de captação de recursos, deve ser, segundo ela, ''um retrato da impunidade'' e do ''extermínio de pobres pela polícia''.Ali disse que outros diretores produzem dois filmes sobre o episódio, com outras abordagens e ares de ficção. ''É como no caso do Tropa de Elite.'' No entanto, a idéia dela é ser fiel à realidade. Desde maio de 2006, ela acompanha as investigações das mortes e a vida de algumas famílias de vítimas.''Minha idéia é acompanhar casos emblemáticos. Um deles é de uma menina grávida de 9 meses, morta com o marido, ex-traficante. Segundo testemunhas, eles foram abordados por uma viatura descaracterizada. Antes de ser morto, ele pediu que não a matassem. Ela levou um tiro na barriga e um na cabeça.''Além de reconstruir aqueles dias, ela pretende fazer revelações: ''Quero mostrar que aquele toque de recolher foi fabricado pela polícia, com o objetivo de sair para rua e se vingar. Naquela noite, registrou-se o maior número de mortes: 117 pessoas.''

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.