Finados: número de mortes aumenta nas rodovias federais

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou em todo o Brasil 1.268 acidentes que causaram a morte de 85 pessoas e deixaram 849 feridos durante o feriado de Finados, entre a zero hora de quinta-feira, 2, e meia-noite de domingo, 5. De acordo com a PRF, em relação ao feriado de Nossa Senhora Aparecida, houve aumento na quantidade de vítimas fatais e uma pequena redução no número de acidentes e feridos. Na Operação Padroeira, que aconteceu entre os dias 12 e 15 de outubro, foram contabilizados 1.290 acidentes, 860 feridos e 79 mortes.Mina Gerais foi o Estado com maior número de ocorrências com 254. Em seguida ficou Santa Catarina, com 148; São Paulo, com 123; Rio de Janeiro, com 103 e Rio Grande do Sul, com 102. Três acidentes graves contribuíram para o aumento no número de mortes. Em Minas Gerais, num único acidente foram registradas quatro mortes; em Santa Catarina, quatro pessoas morreram após uma colisão frontal e em Pernambuco, outro acidente deixou três mortos. Além disso, as chuvas fortes que atingiram várias regiões do País trouxeram problemas nos principais corredores viários. A falta de atenção, seguida pelo excesso de velocidade, desrespeito à sinalização e negligência dos motoristas, quanto às condições de circulação dos veículos, mais uma vez, continuou fazendo vítimas nos 60 mil quilômetros de rodovias federais brasileiras, conforme informações da PRF.Dutra O feriado de Finados foi violento na Rodovia Presidente Dutra, que liga São Paulo a Rio de Janeiro. Seis pessoas morreram e 71 ficaram feridas em 134 acidentes. Os números são referentes ao período da zero hora de quarta-feira, 1º de novembro a meia-noite de domingo, 5. Em 2005, o feriado de Finados não foi prolongado, pois caiu numa quarta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.