Finados: paulistanos antecipam visita a cemitérios

Muitos paulistanos aproveitaram amanhã de sol e anteciparam hoje as visitas do Dia de Finados aoscemitérios da capital. "É muito tumultuado amanhã", disse a donade casa Lurdes Zacarias, que, acompanhada do marido, esteve noCemitério do Araçá, na Avenida Doutor Arnaldo, zona oeste de SãoPaulo.Cuidadosamente, ela limpou as folhas que caíram sobre otúmulo da neta e depois rezou. A menina tinha 9 anos quandomorreu no ano passado, após cair de um cavalo. "A gente não seconforma.""Sempre venho antes porque é muita confusão no dia",afirma o funcionário público Murilo Giannini Bertolotti, quetambém antecipou a ida ao cemitério para visitar as sepulturasde pais, avós e tios. "Compro flores, acendo uma vela e vouembora."Ele também costuma ir ao Araçá no Dias dos Pais, no Diadas Mães e "quando dá vontade". "É um lugar que dá muitatranqüilidade." Bertolotti, que foi sozinho ao local, consideraimportante manter a tradição. "Muita gente não gosta", admite.Varrendo em volta do túmulo dos pais, a aposentadaYolanda Abbate ficou indignada com a sujeira no cemitério. "Estáuma vergonha isso aqui." Outra reclamação foi quanto à falta desegurança: duas jardineiras sobre a sepultura da família deYolanda foram roubadas. "Vaso, eu já nem ponho mais, de tanto queroubam."Missa - A tradicional missa de Finados dos heróis de 32,sempre rezada na cripta do Monumento - Mausoléu do SoldadoConstitucionalista - , no Obelisco do Ibirapuera, excepcionalmenteeste ano, por causa da reforma do local, será realizada amanhã,às 10 horas, no Cemitério do Araçá, no Mausoléu dos Heróis daPM.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.