Fiscais apreendem chumbinho na Bahia

Fiscais da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) e Secretaria Municipal de Serviços Públicos com apoio da Polícia Militar aprenderam centenas de tubos com o defensivo agrícola Temik 150, conhecido como "chumbinho" no primeiro dia de fiscalização depois da proibição da venda do veneno na Bahia, ontem. Os tubos estavam sendo comercializados clandestinamente como veneno de rato em várias barracas de feiras livres de Salvador. Os comerciantes não sofreram qualquer punição mas foram advertidos a não reincidirem na ilegalidade.As autoridades baianas decidiram proibir a venda do "chumbinho" por 30 dias no Estado devido aos inúmeros casos de envenenamento com o produto. Três pessoas já morreram este ano devido à ingestão do agrotóxico e no ano passado foram 28 vítimas fatais. As blitize vão continuar em toda a Bahia, organizadas pelos 15 escritórios da Adab.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.