Fiscais na Henrique Martins

Carta 19.022Moro na Rua Henrique Martins, na Vila Paulista, e diariamente testemunho as maiores barbaridades, cometidas por motoristas que, se já não estão com as suas habilitações cassadas, deveriam tê-las imediatamente. A velocidade regulamentada para a rua é de 30 km/h - quase nunca respeitada, e não raro multiplicada por três. Há duas rotatórias nas esquinas das Ruas Oliveira Pimentel e Colatino Marques - raramente obedecidas - em que a imprudência de certos motoristas põe em risco a integridade física das pessoas que se dirigem pela manhã ao Parque do Ibirapuera. A poucos metros dali, na saída do Túnel Ayrton Senna (Avenida Antônio Joaquim de Moura Andrade) ficam estacionados vários carros da CET. Em determinada ocasião, informei a um agente o que ali ocorre e pedi sua presença (ao menos esporádica, e nos horários de pico), para inibir e/ou multar esses maus motoristas - mas nunca apareceu ninguém. No entanto, lá bem perto, todas as manhãs, um agente da CET se coloca pontualmente, com seu bloco de multas, ao lado do portão do parque na Avenida República do Líbano, multando os carros que desobedecem ao rodízio. Arrecadar sempre, orientar jamais, esse é o lema! Pelo menos até que alguém seja atropelado na outrora tranqüila, mas ainda estritamente residencial Rua Henrique Martins.PAULO VAN DEURSENVila PaulistaA CET responde:"Desde o dia 4/7, a Rua Henrique Martins foi inserida no cronograma de fiscalização periódica da CET para coibir irregularidades como as citadas."Carta 19.023CPTM respondeEm ref. à carta do dia 8/8 (O que ainda falta), de Raquel Helena Quintino, com sugestões à CPTM para melhorar o escoamento do fluxo de quem faz baldeação na Estação da Luz, respondemos que acolhemos como nossa a sua preocupação. Para melhorar o fluxo na Luz, por onde circulam 230 mil pessoas/dia, fizemos licitação para implantar 4 novas escadas rolantes. Sobre o acesso direto plataformas/ruas, colocar novos bloqueios nas plataformas é inviável, por exigir outro controle do fluxo de entrada. Buscando a integração física e tarifária Metrô-CPTM, o atual projeto da Est. da Luz foi concebido para a centralizar os bloqueios nos saguões 1 e 2. Estamos à disposição para esclarecimentos e sugestões pelo telefone (0800)055-0121.Carta 19.024Sem Parar automáticoEm dezembro, instalei no meu carro o aparelho de cobrança automática nos pedágios Sem Parar. Utilizei o serviço por três meses,mas em fevereiro roubaram o carro. Quando comprei outro carro, liguei para o Atendimento, que informou que eu teria 50% de desconto na nova instalação, mas em 9/7 o representante Sem Parar no posto Lago Azul, na Via Anhangüera disse que o desconto não existe. Tentei contatar o Atendimento, mas após aguardar meia hora, desliguei e desisti de fazer a instalação.MURILLO RODRIGUES ONESTICapitalO Grupo STP responde:"Como operador do Sistema Sem Parar Via Fácil, o Grupo STP fornece em comodato o aparelho eletrônico de nome Tag, que é instalado no carro para registrar as transações de pedágio mediante pagamento de uma taxa de adesão de R$ 50,47 por veículo. No caso em questão, recebemos comunicado de furto do carro do usuário, e providenciamos a imediata baixa do cadastro do tag, sem cobrança da multa prevista em contrato ao cliente mediante apresentação de cópia do BO. O dia 9/7 foi feriado no Estado de São Paulo, não sendo possível ao cliente contatar o Atendimento. Já contatamos o sr. Murillo para lhe dar os devidos esclarecimentos, a fim de atendê-lo da melhor forma possível."Carta 19.025Pedido de semáforoA CET deveria estudar com urgência a instalação de um semáforo de três fases no cruzamento da Av. Giovanni Gronchi com a Rua Clementine Brenne, pois a circulação de veículos no local aumentou, e a abertura do farol permitirá que os carros cruzem uma das duas ruas, entrem à direita, e também possam entrar à esquerda.FRANC KOVACCapitalA CET responde:"Desenvolvemos um projeto que prevê a reconfiguração semafórica e a implantação de estágio para pedestres para esse cruzamento, a fim de aumentar as condições de segurança e fluidez no local. A execução do projeto será de acordo com o cronograma de serviços da CET."

O Estadao de S.Paulo

07 de agosto de 2017 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.