Fiscais são presos em flagrante por extorsão

Os agentes vistores José dos Santos, de 54 anos, e José Antônio Torres Rebouças, 57, da subprefeitura de Cidade Ademar, foram presos nesta terça-feira em flagrante por crime de concussão (extorsão praticada por funcionário público), numa operação coordenada pela Ouvidoria-Geral do Município.Os dois tentaram cobrar propina no valor de R$ 5 mil do proprietário de um imóvel na Rua Giovane Mario, em Americanópolis. O ouvidor Elci Pimenta Freire disse que no dia 15 o filho do dono do imóvel denunciou os dois agentes por estarem exigindo R$ 5 mil para que não fizessem a fiscalização.Acrescentou que os dois já havia extorquido R$ 5 mil em 2000 para não autuá-lo pelas irregularidades no imóvel. Recentemente, Santos e Rebouças retornaram ao estabelecimento e solicitaram que o proprietário entrasse em contato com eles por telefone.No telefonema, um dos agentes marcou uma reunião para o dia 17, quando foi solicitado novo pagamento de propina, que deveria ser feito na tarde desta terça no endereço do imóvel. Quando os dois agentes receberam o dinheiro, foram autuados em flagrante pelo delegado Luiz Antônio Rezende Rebello da Silva.Em seguida, foram encaminhados ao 43º Distrito Policial, onde se encontram presos. Se condenados, poderão pegar de 2 a 8 anos de prisão. Freire informou que outros quatro agentes vistores da subprefeitura de Cidade Ademar estão afastados das funções, sob acusação de corrupção. Em pouco mais de um ano e meio da existência da Ouvidoria, 40 funcionários foram demitidos, enquanto outros 120 foram afastados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.