Fiscalização noturna por radar começa na sexta em Ribeirão

A fiscalização de velocidade por radares no período noturno começa na sexta-feira, 17, em Ribeirão Preto, a 310 quilômetros de São Paulo. Serão utilizados apenas dois radares portáteis. Esses aparelhos estão em funcionamento na cidade desde o dia 7, quando foram instalados durante algumas horas em avenidas já sinalizadas.As autuações fotográficas já são feitas durante o dia, mas ainda não começaram a ser feitas durante a noite devido à redução do número de agentes de trânsito (os marronzinhos). Sem funcionários suficientes, a Empresa de Trânsito e Transporte Urbano de Ribeirão Preto (Transerp) abrirá um processo seletivo, até o final do ano, para contratar mais 40 marronzinhos."Faltam pessoas para essa fiscalização", disse o superintendente da Transerp, Antonio Carlos Muniz. Segundo ele existem 28 marronzinhos mas três se demitiram, três passaram em outros concursos públicos e saíram (dois para a Polícia Militar e um agora é oficial de Justiça), dois estão com afastamento médico e quatro em férias. Devido à limitação, até as contratações de outros marronzinhos, as fiscalizações noturnas só irão ocorrer às sextas e sábados.Nesta sexta, o alvo será a Avenida Costábile Romano, e sábado, 18, a Avenida Maurílio Biagi. "Vamos priorizar os locais com os maiores índices de acidentes", informou Muniz.Desde o início da fiscalização por radares, a média diária de registros de infrações é de 60, mas o aproveitamento oscila entre 30 e 40 imagens por dia. A perda de fotos ocorre devido aos ajustes do equipamento: Chuva compromete o registro da imagem e uma nuvem pode alterar a foto do radar sob o sol. "Isso é normal em qualquer radar", afirmou Muniz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.