Flamengo cria comissão para analisar situação de Bruno no Clube

Time estuda a possível rescisão de contrato do jogador; Justiça do Rio decretou hoje prisão temporária dogoleiro por suspeita no envolvimento do desaparecimento de Eliza Samudio

Priscila Trindade, do estadão.com.br

07 de julho de 2010 | 16h54

SÃO PAULO - O atleta Bruno vai continuar afastado de seu trabalho como goleiro do Flamengo, segundo informou o clube por meio de nota divulgada a imprensa na tarde desta quarta-feira, 7. O Flamengo afirmou ainda que designou uma comissão para analisar a possível rescisão de contrato de Bruno.

 

Veja também:  

linkBruno deixou residência antes de ter prisão decretada, diz polícia

linkJustiça decreta prisão de Bruno; polícia tenta prender o goleiro no Rio

linkAdolescente diz que Eliza Samudio está morta

linkSegundo menor apreendido, Eliza morreu por estrangulamento

 

Hoje cedo, a Justiça do Rio decretou a prisão temporária do goleiro por suspeita no envolvimento do desaparecimento de Eliza Samudio, de 25 anos. Até às 16 horas, o atleta ainda não havia sido encontrado.

 

Eliza foi amante de Bruno. Ela tentava provar na Justiça que o jogador é pai de seu filho de quatro meses. A jovem desapareceu no início de junho e Bruno é suspeito de envolvimento no seu desaparecimento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.