Flávio não vai mais tocar guitarra. Estava no trem da CPTM

A principal paixão de Flávio era ouvir música de rock com os amigos de infância. O estudante que cursava o 2º colegial e era destro, perdeu o braço direito na altura do ombro, e não poderá mais tocar guitarra. O estudante sonhava em tocar numa banda. Seu irmão, Fabiano Ricardo Cordeiro, de 25 anos, emocionou-se ao falar da força do irmão, que teve o braço decepado pelo trem da CPTM. Segundo ele, Flávio se lembra de tudo que aconteceu naquela noite. ? Logo que as portas do trem se fecharam, eles ameaçaram e mandaram eles se jogarem?. O irmão criticou a falta de segurança dentro dos trens da CPTM - companhia Paulista de Trens Metropolitanos. Flávio ao contrário do que foi dito em jornais e telejornais, não era gótico, apenas gostava de vestir-se com camisetas de banda de rock. ?Meu irmão é como qualquer outro menino da idade dele. Gosta de música, sair com os amigos e nunca foi de briga.? Segundo Fabiano, o irmão já tinha visto o grupo em praças da cidade mas nunca teve nenhum desentendimento com eles. ?Sóevitava de passar perto deles?, comentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.