Florianópolis ainda tem efeitos da pane de sexta-feira

O Aeroporto Internacional Hercílio Luz ainda sofre os efeitos da falha no sistema de freqüência de rádio ocorrido na tarde de sexta-feira em Curitiba. Neste domingo, dos 19 vôos nacionais e perto de 40 internacionais com partidas previstas entre 00h e 17h, 11 saíram atrasados. Em sete deles, os atrasos foram superiores a uma hora. O maior atraso foi registrado no vôo 9911 da TAM, com destino a São Paulo: embora a saída estivesse programada para as 8h30, só aconteceu às 12h52, com mais de quatro horas de atraso.Segundo a ANAC, a primeira interrupção do sistema de freqüência do aeroporto de Curitiba aconteceu às 14h de sexta-feira e durou até as 14h25. Às 18h horas o sistema caiu outra vez e só foi restabelecido às 20h. Essas panes, somadas ao intenso movimento de turistas que buscam a capital catarinense, criaram uma verdadeira bola-de-neve, acumulando atrasos por mais de 48 horas. CompensaçõesNessas ocasiões, quem lucra é o setor de comércio do aeroporto, com suas lojas, cafés e bancas de jornais. Em alguns casos, nos três últimos dias o faturamento atingiu metas que só seriam alcançadas no fim do mês. Pelo saguão do aeroporto, português é o idioma menos falado: uma enorme quantidade de argentinos, uruguaios, chilenos e paraguaios se encarrega de mudar o tom dos falares da ilha, enchendo o ar de conversas em castelhano, aparentemente tranqüilos e sem reclamações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.