AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Foi a maior lição de minha vida, diz atriz libertada

No dia seguinte à sua libertação, a atriz Vanessa Bueno, de 23 anos, disse que só foi seqüestrada por causa do seu carro, um jipe Cherokee. ?Eles me disseram que eu estava no momento errado e na hora errada?, disse a atriz, neste sábado à tarde, em entrevista no pátio do prédio onde mora, na Barra da Tijuca (zona oeste do Rio de Janeiro).?Não quero vê-los. Quero esquecer tudo?, desabafou a atriz, que foi seqüestrada pouco antes da meia-noite da última terça-feira, quando voltava para casa, depois do curso de teatro que faz em Laranjeiras (zona sul do Rio de Janeiro).Lição de vidaVanessa é paulista, vive no Rio há quatro anos, mas disse que não tem intenção de voltar para São Paulo. ?A violência existe em todo lugar.? Admitiu, porém, que vai trocar seu Cherokee por um carro mais simples e com vidros escuros, seguindo o conselho de seus seqüestradores.Aparentando calma, a atriz disse que só conseguiu dormir às 7 horas da manhã deste sábado. E assim mesmo, sonhou que corria atrás de galinhas. Isso porque, em um dos seus cativeiros, em Guapimirim (região metropolitana) parecia haver um galinheiro. ?Esta foi a maior lição da minha vida. Agora estou com uma grande carga de vida?, disse.FerimentosDurante a entrevista, a atriz mostrou os ferimentos provocados pelo matagal e exibiu um de seus pés cravejado de espinhos. Ela afirmou que permaneceu por 72 horas de olhos vendados e que os bandidos tentavam mantê-la calma, afirmando que nada lhe aconteceria e insistiam para que ela se alimentasse.Segundo a atriz, o pior momento foi quando lhe comunicaram que teriam que trocar de cativeiro. Para isso seria necessário andar pelo mato. ?Pensei que eles me matariam no meio do mato. Então pedi que eles saíssem comigo abraçados. E assim fizeram.?PântanoVanessa foi libertada no início da noite desta sexta-feira, após permancer por 13 horas (das 5 horas até 18 horas) escondida em um pântano, na companhia do caseiro Samuel da Rocha Vieira, que conseguiu fugir, mas acabou sendo preso por policiais da DAS (Divisão Anti-Seqüestros) 40 minutos antes de a atriz ser resgatada.Os seqüestrados foram descobertos depois que o chefe da DAS, delegado Fernando Moraes, rastreou a ligação que Vanessa fez, de seu celular, para a amiga Tatiana Medeiros, atendendo ordens dos bandidos. Após localizar a ligação, os policiais montaram uma megaoperação que acabou desbaratando a quadrilha, formada por sete paulistas e três cariocas.

Agencia Estado,

25 de maio de 2002 | 18h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.