'Foi um estrondo, como um trovão', diz moradora da cidade

Eliane Freire, de Itacarambi, conta que todos 'os vizinhos ouviram janelas, portas e telhas se mexendo'

Mônica Aquino, do estadao.com.br,

09 de dezembro de 2007 | 15h38

Moradora de Itacarambi, Eliane Ferreira Freire, de 31 anos, estava em casa com a mãe quando elas sentiram o tremor de terra que atingiu o norte de Minas Gerais às 0h03 deste domingo, 9. "Quando estávamos começando a dormir sentimos o tremor e minha mãe se assustou, começou a gritar."   Ouça o relato de Eliane Freire   Tremor de terra deixa uma criança morta em Minas GeraisTremor em MG é um dos 15 maiores do País, indica UnBVeja mais fotos da destruição na cidade mineira   Segundo ela, toda a vizinhança se assustou com o barulho causado pelas portas, janelas e telhas das casas. "Foi um estrondo, como se fosse um barulho de trovão, achei até que fosse uma batida na rua", relata Eliane, que estava em casa com a mãe, Maria Freire, de 62 anos. O distrito de Caraíba, onde uma menina de 5 anos morreu atingida por um muro que caiu devido ao terremoto, fica a 35 km de Itacarambi. Seis pessoas ficaram feridas e pelo menos 60 casas foram atingidas e seis foram destruídas com o tremor de terra.

Tudo o que sabemos sobre:
terremototremor de terraItacarambi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.