''Foi uma emenda de redação, que não muda o sentido do projeto''

ENTREVISTA

, O Estado de S.Paulo

21 de maio de 2010 | 00h00

Francisco Dornelles

Senador (PP-RJ)

Autor da polêmica emenda apresentada ao Ficha Limpa, o senador Francisco Dornelles (PP-RJ) garante que não quis dar privilégios a políticos já condenados.

O sr. fez a emenda a pedido de alguém? Fala-se que o sr. teria feito a pedido de Paulo Maluf.

Eu tenho cara de malufista? Até gosto do Maluf pessoalmente. Mas estava lá para derrotá-lo no colégio eleitoral e apoiar o Tancredo Neves. Ninguém pode personalizar uma emenda.

Por que o sr. a apresentou?

Foi uma emenda exclusivamente de redação para unificar a linguagem, que em nada muda o sentido do projeto. Lamento profundamente que, ao invés de comemorar e festejar esse projeto, estejam querendo dar a uma emenda de redação o sentido que ela não tem.

A polêmica em torno da emenda pode prejudicar sua imagem, caso venha a ser vice de Serra?

Eu não comento. É especulação. / EUGÊNIA LOPES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.