Fora, Dunga!

A torcida brasileira está dividida: metade acha melhor que o pior aconteça logo, e de forma contundente. Tomar uma goleada da Argentina amanhã, em pleno Mineirão, talvez seja mesmo o caminho mais seguro e rápido para a Seleção se livrar de Dunga enquanto é tempo. O sacrifício do vexame completo se contrapõe à tese de que bastará ao Brasil perder de 1 a 0 para seu técnico cair, que é, afinal, o que todos desejam.Vitória de 1 a 0, com gol de Lúcio, meio de orelha, meio de canela, aos 45 do segundo tempo, só adiará a tragédia que se anuncia. Com Mineiro, Josué e Gilberto Silva à frente da zaga, Dunga conseguiu o que parecia impossível: o Brasil já ameaça sentir saudades do Emerson.A Seleção voltou do Paraguai rivalizando com a frente fria que gela o cimento das arquibancadas. Fechou o tempo no coração do torcedor. Belo Horizonte no caminho é, no caso, pura ironia do destino. Não está dando pra ver um palmo à frente do jogo de amanhã à noite. Nessas horas, é bom apertar o cinto e rezar!PROFECIA''Eu não disse que ia haver inverno?''Guido Mantega, ministro da Fazenda, empolgado com o frio de ontem''Que diabos o Paraguai quer mais da gente?''Lula, após o vexame da Seleção, decidido a não renegociar o contrato de Itaipu com o país vizinhoPrograma alternativoA volta dos bingos a São Paulo é uma ótima opção para quem não agüenta mais os jogos da Seleção.O pessoal esqueceSoninha Francine dá uma dica aos eleitores com dificuldades de memorizar o número da legenda do PPS, partido que a lançou candidata à Prefeitura de SP: ''É o mesmo número da camisa do Michael Jordan.'' Aí fica fácil, né?!Gogó de ouroO Brasil faz melhores barítonos da Broadway do que cabeças-de-área da Seleção. Taí o Prêmio Tony para o paulista Paulo Szot, estrela do musical South Pacific, que não me deixa mentir.Confuso horárioEm homenagem aos 100 anos de imigração japonesa no Brasil, a TV Globo exibiu o filme Gaijin 2 logo depois do Programa do Jô. Ou seja, na hora da sesta em Tóquio.São tantas emoçõesDepois de Paulo Coelho com Fernando Morais, Paulo Maluf também saiu em lua-de-mel com seu biógrafo, o jornalista Tão Gomes Pinto. Isso quer dizer o seguinte: só falta o Roberto Carlos fazer as pazes com o autor do livro dele.Procura-seTem adesivo novo na Zona da Mata de Minas: ''Só Itamar Franco pode dar jeito em Juiz de Fora!''Falta de autoridadeEntreouvido num boteco da zona portuária do Rio: ''O Morro da Providência carece de alguém que tome uma!''

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.