Foram duas as vítimas fatais do ônibus

A maioria das vítimas feridas no acidente ocorrido na noite de desta terça-feira na Estação Vila Mariana do Metrô foram para o Pronto-Socorro do Hospital São Paulo.De acordo com as informações da polícia, no PS deram entrada nove feridos, e, segundo informações da recepção do hospital, apenas oito feridos. Uma das pessoas, Augusto Carlos Molinari, 34 anos, teria chegado morto ao Hospital São Paulo, levado pelo carro de Resgate do Corpo de Bombeiros.A outra vítima fatal, Tatiana Gomes da Silva, de 21 anos, morreu no local, e o corpo dela ainda se encontrava na plataforma central da Estação Vila Mariana do Metrô.Segundo um garoto que vende balas no local e presenciou o atropelamento, o ônibus perdeu o controle, subiu na plataforma que estava lotada, em razão da greve do Metrô, atropelando treze pessoas, de acordo com a Polícia Militar.O garoto informou que o motorista se livrou por pouco de ser linchado por populares.Pelo menos três vítimas sofreram traumatismo craniano e estão em estado grave no Hospital São Paulo.Outras três vítimas teriam sido levadas para o Pronto-Socorro do Hospital Vergueiro. A informação ainda não confirmada pelo Hospital São Paulo é que haveria uma vítima encaminhada ao Hospital do Servidor Público Municipal.O motorista Leonildo de Jesus Froes vai ser indiciado por homicídio culposo, mas poderá ser solto mediante pagamento de uma fiança de R$ 100 a R$ 200, já que ele não tem antecedentes criminais.Ele foi encaminhado ao Instituto Médico Legal para ser submetido a exames de dosagem alcoólica. O resultado do exame deve sair em aproximadamente uma semana.Na versão do motorista do ônibus, o veículo estava apresentando problemas de freio há uma semana, e a Viação Penha-São Miguel teria sido informada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.