Força Nacional confirma baixa de 145 homens no Rio

Secretaria Nacional de Segurança Pública diz que desistências eram esperadas

Agencia Estado

03 Julho 2007 | 15h29

A Secretaria Nacional de Segurança Pública confirmou nesta segunda-feira que pelo menos 145 homens da Força Nacional de Segurança que atuam no Rio já pediram baixa. Não foram informadas as datas dos pedidos de dispensa, mas segundo a assessoria de imprensa do órgão, o número engloba as desistências registradas entre janeiro e junho. As baixas já eram esperadas pelo órgão, diz a assessoria, por se tratar de uma missão de longo período. O número foi considerado pequeno diante dos três mil homens da FNS que chegaram ao Rio desde o início de janeiro. Segundo as previsões iniciais, haveria seis mil homens da força na cidade durante os jogos Pan-Americanos. Por questões de segurança, o tamanho do efetivo que estará no Rio durante o evento não será divulgado. As tropas da Força Nacional de Segurança começaram a chegar ao Rio em janeiro, a pedido do governador Sérgio Cabral Filho (PMDB), depois que traficantes do Comando Vermelho cometeram uma série de atentados às vésperas do Réveillon (e da posse do governador). Os homens da FNS atuaram na patrulha das divisas do Estado e nas rodovias federais. Há 20 dias, os agentes passaram a reforçar o trabalho das polícias Civil e Militar no Complexo do Alemão, na zona norte, no maior cerco a um conjunto de favelas já ocorrido no Estado. As operações chegaram nesta segunda-feira ao 61º dia. Desde o início da chegada dos agentes, há queixas de más condições dos alojamentos e da alimentação fornecida à tropa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.