Força Nacional de Segurança inicia combate ao narcotráfico em Vitória

A Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) vai assumir hoje o patrulhamento das ruas e começar a atuar em operações de combate ao narcotráfico em morros da Grande Vitória. A tropa federal está desde anteontem nos sete terminais rodoviários da região, em substituição aos soldados do Exército.Ontem, o governo estadual informou que o coronel Luís Carlos Giuberti não será afastado do comando da PM. Documento da Diretoria de Inteligência da PM mostrou esta semana que ele sabia desde o dia 18 das ameaças de ataques a ônibus na Grande Vitória."Estão querendo colocar chifre na cabeça de cavalo. Se alguém estiver querendo desestruturar o comando da PM, pode tirar o cavalo da chuva. O coronel incomoda setores que foram desalojados do poder", disse o governador Paulo Hartung. "Gostei que o documento tenha sido divulgado. Não podemos nos antecipar a tudo, temos 1.600 ônibus na Grande Vitória, e o Exército chegou três dias após o início dos ataques."A população carcerária do Estado poderá voltar a receber visitas e encomendas a partir de hoje, após uma semana de suspensão. As medidas restritivas foram tomadas após a descoberta de que a ordem para os ataques a ônibus na Grande Vitória partiu dos presídios. O sistema penitenciário capixaba teve rebeliões, chacina de quatro presos e fuga em massa (50 detentos) na semana passada. Anteontem, galerias do presídio de Linhares, no norte do Estado, foram destruídas em motim.

Agencia Estado,

04 de dezembro de 2004 | 00h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.