Força Nacional fica nas prisões de Campo Grande e Catanduvas

Força deve ajudar na manutenção da custódia dos presos e guarda das prisões do Mato Grosso do Sul e Paraná

Agência Brasil,

21 Agosto 2009 | 12h03

O Ministério da Justiça determinou a prorrogação do emprego da Força Nacional de Segurança Pública em Campo Grande (MS) e Catanduvas (PR). A força deve apoiar as operações realizadas pelo Departamento Penitenciário Nacional de manutenção da custódia dos presos e guarda das prisões. A determinação está no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 21.

 

O prazo para a realização das atividades será de 60 dias, sem qualquer alteração na quantidade dos policiais disponibilizados no planejamento inicial da operação. O envio da Força Nacional de Segurança Pública foi determinado também para o município de Novo Progresso, no Pará, para atuar na Operação Boi Pirata 2.

 

A operação, solicitada pelo Ministério do Meio Ambiente, vai apoiar o efetivo do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) no combate ostensivo ao desmatamento ilegal na Floresta Nacional de Jamanxin, em um prazo de 30 dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.