Força Nacional fica nas prisões de Campo Grande e Catanduvas

Força deve ajudar na manutenção da custódia dos presos e guarda das prisões do Mato Grosso do Sul e Paraná

Agência Brasil,

21 Agosto 2009 | 12h03

O Ministério da Justiça determinou a prorrogação do emprego da Força Nacional de Segurança Pública em Campo Grande (MS) e Catanduvas (PR). A força deve apoiar as operações realizadas pelo Departamento Penitenciário Nacional de manutenção da custódia dos presos e guarda das prisões. A determinação está no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 21.

 

O prazo para a realização das atividades será de 60 dias, sem qualquer alteração na quantidade dos policiais disponibilizados no planejamento inicial da operação. O envio da Força Nacional de Segurança Pública foi determinado também para o município de Novo Progresso, no Pará, para atuar na Operação Boi Pirata 2.

 

A operação, solicitada pelo Ministério do Meio Ambiente, vai apoiar o efetivo do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) no combate ostensivo ao desmatamento ilegal na Floresta Nacional de Jamanxin, em um prazo de 30 dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.