Força Nacional poderá ser enviada a Salvador, diz Genro

Batalhão pode chegar em qualquer lugar do País em 24 horas, afirma ministro; governador da BA não pediu ajuda

Luciana Nunes Leal, O Estado de S.Paulo

17 de setembro de 2009 | 12h04

O ministro da Justiça, Tarso Genro, disse nesta quinta-feira, 17, que a Força Nacional de Segurança Pública poderá ser enviada a Salvador se for requisitada pelo governador baiano Jaques Wagner, para enfrentar a série de ataques do crime organizado que ocorreu na cidade nos últimos dias. "Mas até agora não houve necessidade", afirmou o ministro.

 

Veja também:

linkPolícia prende mãe de líder de atentados em Salvador

linkPeriferia de Salvador teme nova 'guerra' do tráfico

linkFacção que faz ataques é nova, mas conta chacinas e rebeliões

 

Segundo Genro o Batalhão Especial da Força Nacional tem condições de chegar a qualquer ponto do País em até 24 horas. "O que está ocorrendo em Salvador são espasmos pontuais que ocorrem em diversas partes do País, (consequência) de um sistema de segurança pública que está vencido e precisa mudar profundamente", afirmou o ministro.

 

Tarso Genro participa nesta quinta do Seminário "Democracias em Mudança na América Latina", no Rio de Janeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.