Força Sindical defende operação dos controladores de vôo

A Força Sindical apóia a operação-padrão adotada desde a última sexta-feira pelos controladores de vôo em Brasília. A medida causou repercussão em muitos aeroportos do País, com atrasos de vôos, entre chegadas e partidas, que chegam a 3 horas.Segundo nota da Força Sindical, emitida nesta quarta-feira, eles defendem a adoção da medida por acreditar que os controladores de vôo enfrentam "sobrecarga de trabalho". "Vários aeroportos brasileiros foram remodelados. No entanto, o governo esqueceu dos recursos humanos. É preciso investir em pessoal, reestruturar a carreira dos controladores e contratar mais profissionais", diz a nota.Para o órgão sindical, o fato comprovaria retenção de verbas para estas áreas de aviação. "Fatos como este mostram que não dá mais para continuar com esta política de reter verbas destinadas às mais diversas áreas. Por exemplo, o dinheiro do Fundo Aeronáutico e do Fundo Aeroviário com o objetivo de acumular verba e tentar elevar o superávit primário", explica. "Reduzir despesas não significa deixar de investir, mas empregar bem os recursos disponíveis."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.