Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Forças Armadas montam exposição em Brasília

Os equipamentos usados pelas Forças Armadas do Brasil estão em exposição até este domingo, na Esplanada dos Ministérios. Esta é a primeira vez que Exército, Marinha e Aeronáutica realizam em conjunto uma mostra. A organização é do Ministério do Desenvolvimento.Carros de combate, aeronaves, artilharia anti-aérea, mísseis e lançadores poderão ser vistos pelos visitantes. Há também barracas onde instrutores explicaticam sobre alguns dos trabalhos desenvolvidos ou em que as Forças Armadas participam, como o projeto Antártica, da Marinha, por exemplo.Entre os equipamentos de guerra, está o carro Lagarta-Anfíbio, que navega e anda em terra. Um dos prediletos das crianças é o helicóptero francês, Cougar, usado no transporte de pessoal e carga. A aeronave comporta até 27 pessoas e veio de Taubaté (SP) para ser exibida em Brasília. O helicóptero participará do desfile de 7 de setembro.O mais famoso, entre os armamentos, é o tanque do Exército, Osório II. Ele venceu, na Arábia Saudita, um teste de desempenho do qual participaram também armamentos dos Estados Unidos, França, Alemanha e Israel. Dos doze disparos efetuados pelo Osório II, oito acertaram o alvo feito que lhe conferiu o primeiro lugar.O visitante poderá ainda conhecer as diferenças entre as cordas fast rope (usada para desembarque de helicópteros), penca (utilizada em salvamentos e que aguenta até quatro pessoas) e a de rapel. Equipamentos de mergulho, para-quedismo e montanhismo usados pelo Batalhão de Operações Especiais dos Fuzileiros Navais também estão expostos. A exposição, instalada em frente ao Congresso Nacional, pode ser visitada das 9h às 18h. As informações são da Radiobrás.

Agencia Estado,

05 de setembro de 2004 | 09h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.