Forças de Segurança do Sudeste terão integração online

As forças de segurança dos quatro Estados do sudeste - Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo - estarão, a partir de quinta-feira, 18, se comunicando "online", por meio de um sistema que já existia e não era usado: a Rede Nacional de Inteligência de Segurança Pública (Renisp).A decisão foi tomada na primeira reunião técnica realizada entre representantes das secretarias de Segurança, polícias Militar e Civil e sistema penitenciários destes Estados, visando um trabalho integrado no combate à violência.O encontro ocorreu na terça e na quarta em Vitória, no Espírito Santo, e foi o primeiro resultado concreto da decisão dos quatro governadores de trabalharem em conjunto, a partir da reunião deles no Rio de Janeiro, no último dia 9, quando oficializaram a formação do Gabinete de Gestão Integrada do Sudeste (GGIS). A utilização da Renisp, segundo informou o secretário da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp) do Espírito Santo, coronel José Nivaldo Campos Vieira, servirá para troca de informações seguras, com conteúdo de interesse para a atividade de inteligência.As informações a serem transmitidas serão sobre acontecimentos na área de segurança em cada um dos Estados que possam ser do interesse dos demais. "Teremos o compartilhamento de fatos e situações que ocorreram de imediato o que proporcionará condições de atuações preventivas pelos demais estados", explicou Vieira.Durante o encontro em Vitória ficou acertado que a próxima pauta de discussão será o compartilhamento de banco de dados de cada Estado. Na reunião - que acontecerá nos dias 13 e 14 de fevereiro, em São Paulo -, os representantes dos quatro Estados apresentarão os dados que serão capazes de disponibilizar para que seja decidida quais as informações devem ser compartilhadas e a forma técnica como isto acontecerá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.