Fornecimento de água na Baixada deve ser regularizado

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) espera regularizar o fornecimento de água na Baixada Santista a partir da manhã desta terça-feira. Nesta segunda-feira, cerca de 200 mil moradores de Praia Grande e da Área Continental de São Vicente estavam sem abastecimento.As adutoras que abastecem esses locais foram as mais prejudicadas pelas chuvas do fim de semana, que totalizaram 191,3 milímetros em dois dias e que provocaram a morte de duas pessoas e alagamentos em todas as cidades da região. A adutora que abastece a Área Continental de São Vicente foi arrastada pelas águas e os técnicos da Sabesp passaram o dia de hoje recuperando as instalações.Numa situação de emergência, essa população poderia ser abastecida pela adutora Melvi, de Praia Grande, mas ela também foi muito afetada pelas chuvas. Mesmo nas outras cidades, o abastecimento ainda não estava totalmente regularizado, pois a pressão era ainda insuficiente. A previsão é de que o abastecimento volte à normalidade na terça pela manhã.Santos contabilizou os prejuízos do temporal do final de semana. Os funcionários da prefeitura atenderam a 25 ocorrências de quedas de árvores. Também houve deslizamento de oito morros, sem vítimas. Nas últimas 72 horas, até o início da noite de segunda-feira, choveu 203,7 milímetros. A prefeitura mantém o estado de atenção continua.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.