Foto trai estelionatário no golpe do cartão clonado

A foto da carteira de identidade mostrando um homem mais novo provocou a suspeita de funcionários de uma loja no Shopping Center Ibirapuera e permitiu a prisão do estelionatário Salvador Silva Neto, de 68 anos.Com um cartão MasterCard clonado e identidade falsa em nome de José Francisco Canepa, ele tentou comprar um relógio no valor de R$ 7.218,00, mas foi preso por dois seguranças.Investigadores do 27º Distrito Policial, do Campo Belo, zona sul de São Paulo, descobriram que, dos R$ 35 mil de limite de saque do cartão clonado, Silva já havia gasto R$ 21 mil em computadores, roupas e aparelhos eletrônicos."Comprei o cartão e a identidade de um rapaz na Praça da Sé", alegou. Silva foi processado em 1998 e 1999 por estelionato e uso de documento falso. A polícia investiga se outras oito pessoas da família do estelionatário estão envolvidas em golpes de cartões clonados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.