Fotógrafo da polícia é acusado de atirar em marronzinhos

O fotógrafo técnico da Polícia Civil Orlando Gonçalves da Silva, de 47 anos, foi detido na madrugada de ontem por suspeita de ter atirado contra funcionários da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) na Rua Melo Freire, no Tatuapé, zona leste da cidade. Por volta da 1 hora, o carro que Silva dirigia teria batido em uma mureta de proteção. A Polícia Militar foi acionada e, ao chegar no local, o fotógrafo confessou ter atirado para o alto - segundo ele, os fiscais da CET tentaram agredi-lo. Em depoimento, um dos agentes acusou Silva de ter atirado contra ele. A arma do fotógrafo está apreendida. Ele também foi submetido a exames de embriaguez e residuográfico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.