Fotógrafo é baleado e morto em terreno invadido no ABC

O fotógrafo Luiz Antonio da Costa foi assassinado às 15h30 desta quarta-feira, baleado no peito, em frente ao acampamento dos sem-teto no terreno da Volkswagen, em São Bernardo do Campo, invadido por centenas de famílias, na madrugada de sábado. De acordo com jornalistas que testemunharam o crime, dois homens surgiram de dentro do acampamento empurrando os repórteres; um deles tentou retirar a câmera do fotógrafo, que estava fazendo um trabalho para a revista Época. Um deles disparou, acertando o fotógrafo. A polícia não sabe ainda o que exatamente motivou o assassinato. Em um primeiro momento, chegou a se divulgar a versão de que o fotógrafo teria sido vítima da tentativa de um assalto. O assassino, descrito como um homem de 20 a 25 anos, 1,60m de altura, cabeça raspada, bigode e pardo, fugiu com o companheiro à pé, para dentro do acampamento dos sem-teto após os disparos. O fotógrafo foi socorrido e sua morte foi confirmada pelos médicos do Pronto Socorro Central de São Bernardo do Campo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.