Fotos ajudarão na reconstrução

A escavação arqueológica realizada no terreno da Casa do Periquito deverá revelar a rotina dos imigrantes alemães nos primeiros anos após a chegada ao Brasil. Segundo a arqueóloga Lúcia Juliani, os imigrantes precisaram aprender a viver em uma área rural, algo bastante diferente do que estavam acostumados em seu país de origem. "Quando eles chegaram à capital foram para a região, que até hoje não foi incorporada pela cidade. Vindos de grandes metrópoles, precisaram mudar de comportamento."Lúcia Juliani acredita, por exemplo, que nas escavações aos fundos da casa será encontrado lixo enterrado, conforme a tradição europeia de descarte. "Provavelmente vamos encontrar bolsões de material arqueológico."A memória dos moradores também será imprescindível. Fotos antigas e documentos preservados ajudarão na reconstrução da casa durante este ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.