Fotos apontam três envolvidos em assassinato de fotógrafo

A polícia identificou, por meio de fotografias, os dois comparsas do homem que matou o repórterfotográfico Luís Antônio da Costa. Um deles aparece encostado num Gol, com as mãos cruzadas, como se segurasse uma arma. Ele é branco e jovem, parece ter 25 anos e 1,60 metro de altura. O segundo aparenta ter 20 anos e veste uma camisetabranca suja de graxa. Parece estar desarmado e nas fotos encontra-se à direita do suspeito que segura um revólver, apontado por testemunhas como o responsável pelo disparo. Onze pessoas já foram ouvidas pela polícia e todas identificaram osuspeito como um dos integrantes do bando.Os três fizeram um pequeno arrastão em um posto degasolina, a cerca de 50 metros da entrada do terreno da Volkswagen invadido por 6 mil integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), em São Bernardo do Campo. "Faltadescobrir seus nomes e prendê-los", disse o delegado Nelson Silveira Guimarães, diretor do Departamento de Polícia Judiciária da Macro São Paulo (Demacro).A Delegacia Seccional de São Bernardo do Campo apura duas denúncias sobre os assassinos. Em ambas, as pistas levam a moradores de favelas da cidade. Ariel de Castro Alves, da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil(OAB), disse que os líderes do MTST estão dispostos a colaborar, pois "a polícia tem feito um trabalho sério".Manifesto - Em carta enviada ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a organização Repórteres sem Fronteiras manifestou sua preocupação com o assassinato de La Costa. Otexto destaca que se trata do quarto jornalista morto em menos de dois meses no País, depois de Nicanor Batista, Edgar de Oliveira e Melissa Correia. Nos quatro casos, há a hipótese deque as mortes estejam relacionadas às atividades das vítimas.

Agencia Estado,

25 de julho de 2003 | 23h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.