Fracassa nova tentativa de transferir Beira-Mar para o Rio

O ministro Barros Monteiro, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), indeferiu mais um pedido da defesa do traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, de transferi-lo para o Rio de Janeiro. O ministro negou seguimento a um mandado de segurança com o qual Beira-Mar pretendia reverter decisão do ministro Hamilton Carvalhido, que determinou sua permanência em São Paulo.Carvalhido suspendeu a eficácia da decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo que determinou a transferência imediata de Beira-Mar para o Rio de Janeiro, determinando a permanência dele na Penitenciária de Presidente Bernardes (SP), em regime disciplinar diferenciado, ao menos até o julgamento da questão pela Terceira Seção do STJ. O ministro entendeu que o Rio de Janeiro seria o local menos indicado para que cumpra sua pena, o que impõe a permanência dele na penitenciária paulista.A defesa de Beira-Mar contesta que ele foi transferido ilegalmente para Presidente Bernardes e lá não poderá permanecer porque possui mais de uma dúzia de processos, no Rio de Janeiro, em fase sumária que necessita da sua presença. Com o mandado de segurança, a defesa buscava caçar a decisão de Carvalhido liminarmente. As informações são do site do STJ.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.